AVIBRAS inaugura Espaço de Tecnologia e Inovação

A Avibras Indústria Aeroespacial inova mais uma vez com a criação do EATI (Espaço Avibras de Tecnologia e Inovação) a ser inaugurado nesta terça-feira, dia 18, às 13h30, no Centro Empresairal IV do Parque Tecnológico São José dos Campos. O evento terá a presença de autoridades governamentais, representantes da academia, de institutos de pesquisa e empresários.

O EATI foi concebido para atuar como a embaixada da Avibras para pesquisa, desenvolvimento e inovação de produtos e soluções nos polos Defesa, Espaço e Segurança Pública, em ambiente de parceria e de colaboração com universidades, centros de pesquisa e empresas de bases tecnológicas similares.

A finalidade é assegurar a evolução da Avibras desenvolvendo tecnologias estratégicas a novos produtos e negócios, com know-how próprio, processos e ferramentas adequadas que assegurem a sua perpetuidade.

Entre os objetivos do EATI estão: identificar, no Brasil inteiro, universidades, instituições de ciência e tecnologia e empresas que possam desenvolver sinergias em linhas de pesquisa de interesse comum; buscar profissionais com conhecimento técnico em tecnologias a serem coordenadas e integradas no EATI e explorar o conceito “Tr[iplice Hélice”, que aponta a ação conjunta entre empresa, academia e governo como caminho para a inovação tecnológica e o desenvolvimento econômico do país.

O EATI também prevê atividades como prototipagem rápida, fabricação, montagem e ensaios de provas de conceitos; patrocínio e participação em eventos de integração (workshops, seminários e encontros), promoção de um Fórum de Inovação permanente através de palestras e eventos estruturados; fomento à pesquisa acadêmica-industrial e à produção de conhecimento aplicado através de complemento de bolsas de estudo, além da busca por incentivos governamentais e privados: encomendas tecnológicas, subvenções, fomentos e financiamentos.

“Acreditamos que em um ecossistema de inovação como o que temos no Parque Tecnológico São José dos Campos, a Avibras pode ter papel de empresa âncora, levando inovações criadas através das parcerias com ICTs (Instituições de Ciência  e Tecnologia) e empresas parceiras a novos produtos, com escala industrial e presença global, criando um ciclo virtuoso de inovação não só na região como também em todo o país”, destacou o diretor de Engenharia, Fernando Ranieri.

 

As informações são da Assessoria de Imprensa da Avibras.

 

Comente