2015 encerra com demissões em Jacareí

Segundo pesquisa realizada pela FIESP e pelo CIESP a região de Jacareí apresentou forte retração no número de empregados em dezembro de 2015

 

O nível de emprego industrial na Diretoria Regional do CIESP em Jacareí (região composta por três municípios) apresentou resultado negativo no mês de dezembro de 2015. A variação ficou em -3,66%, o que significou uma queda de aproximadamente 450 postos de trabalho.

No ano temos um acumulado de -12,98%, representando uma queda de aproximadamente 1800 postos de trabalho.

O índice de emprego de da região de Jacareí foi influenciado pelas variações negativas dos setores de Máquinas e Equipamentos (-5,35%); Produtos Têxteis (-2,21%); Produtos de Metal, exceto Máquinas e Equipamentos (-0,36%) e Celulose, Papel e Produtos de Metal (-0,69%), que foram os setores que mais influenciaram o cálculo do índice total da região.

Opinião

Na avaliação do diretor do CIESP Jacareí, Ricardo Esper, a pesquisa de emprego mostra o quão combalida está a economia brasileira, especialmente diante do aumento contínuo de impostos e tarifas, bem como do clima de instabilidade política.

“Não resta dúvida de que a indústria brasileira tem sido a mais atingida pela recessão. O que também deve ser avaliado pelos gestores públicos é o efeito cascata das demissões. Quanto mais a indústria dispensar seus colaboradores, o desempenho do comércio também é prejudicado, afinal, quem está desempregado dificilmente incentivará o consumo”, comenta.

Segundo Esper, o desempenho de Jacareí é o retrato do que ocorre em todo o estado de São Paulo, salvo raríssimas exceções.

“Detectamos que alguns municípios paulistas tiveram desempenho positivo ou bem próximo da estabilidade. Mas se a situação fiscal e econômica do país não se resolver com celeridade, teremos mais demissões e mais empresas fechando as portas”, ressalta.

Indústrias anunciaram fechamento

Recentemente a Schrader, Emerson e Rhodia anunciaram o encerramento de suas operações no município. No caso da Schrader não há mais unidades da companhia atuando em território brasileiro.

Emerson e Rhodia mantiveram suas operações em outras cidades.

Willian Martins, Agência Ciesp de Notícias

Comente